Transa Marieta #9 - Zé Miguel Wisnik



TRANSA•MARIETA Episódio #9 – Zé Miguel Wisnik Em conversa com Eucanaã Ferraz e Evandro Camperom; mediação de Abilio Guerra 02.12.2020, quarta-feira 18h30 – 20h30 Marieta Virtual via Zoom, ao vivo no Facebook ____ Transa com José Miguel Wisnik O ensaísta, compositor e professor universitário José Miguel Wisnik é o convidado do próximo episódio do Transa Marieta, que acontece no dia 02 de dezembro de 2020, às 18h30, com transmissão ao vivo no Facebook (www.facebook.com/projetomarieta). Participarão do encontro o professor e escritor Eucanaã Ferraz, e o cantor e compositor Evandro Camperom, com mediação de Abilio Guerra, professor e editor, membro do centro cultural Marieta. Wisnik é pesquisador e autor de artigos e livros sobre literatos brasileiros, como Gregório de Matos, Carlos Drummond de Andrade, Machado de Assis, Mário de Andrade, Clarice Lispector, Guimarães Rosa. Tem também destacada participação na cena musical, com shows solo ou acompanhado de outros músicos, como Ná Ozzetti, Luiz Tatit, Lívia Nestrovski e Arthur Nestrovski. Tem vários CDs gravados, com destaque para “Pérolas aos Poucos”, gravado em 2003 pelo selo Maianga Discos. A preocupação constante com os temas do nacional e do popular na cultura brasileira o levou a se enveredar pelo futebol, com destaque para o ensaio “O estádio e o tempo”, publicado no livro Arquitetura e requalificação no Estádio do Pacaembu (de Marianne Wenzel e Mauro Munhoz, Romano Guerra Editora, 2012), e o excepcional livro Veneno remédio – o futebol e o Brasil., publicado pela Companhia das Letras em 2008, com versão em castelhano em edição da editora Corregidor, de Buenos Aires. ____ Sobre as Transas Como os especialistas da área de medicina defenderam unanimemente o distanciamento social como melhor forma de barrar o avanço do Covid-19, o projeto Marieta – em parceria com o portal Vitruvius – concebeu e lançou em abril de 2020 o Transa Marieta, programa de entrevistas com personalidades da arte e da cultura contemporânea, com o propósito de discutir uma trajetória de vida e uma percepção específica do mundo atual, marcado pelo sentimento de urgência diante da crise social, política e cultural que aflige a todos. Desde então, foram entrevistados o escritor Milton Hatoum, o músico Arrigo Barnabé, a arquiteta Erminia Maricato, o gestor cultural Danilo Santos de Miranda, o pensador indígena Ailton Krenak, o dramaturgo José Celso Martinez Corrêa (Zé Celso), o compositor e intelectual Gilberto Gil, e a professora e ativista social Carmen Silva, com a participação de muitos convidados. Todos os episódios já realizados do Transa Marieta estão disponibilizados na revista Entrevista (ISSN 2175-6708), do portal Vitruvius, e no canal do Marieta no Youtube. ____ Como participar Para quem quiser mandar sugestões de perguntas e pautas de discussão para nossa conversa com José Miguel Wisnik, acesse o formulário público (https://forms.gle/jrHRFjKPvgoV54Eg7) e preencha. O encontro virtual acontecerá pela plataforma Zoom e será transmitido ao vivo na página Facebook do projeto Marieta (www.facebook.com/projetomarieta), no dia 02 de dezembro de 2020, quarta-feira, a partir das 18h30. ____ Sobre as participantes José Miguel Wisnik é músico, ensaísta e professor. Lançou os CDs José Miguel Wisnik (1993), São Paulo Rio (2000), Pérolas aos poucos (2003), Indivisível (2011) e Ná e Zé (2015). Fez música para cinema (Terra estrangeira, de Walter Salles e Daniela Thomas; Janela da alma, de João Jardim e Walter Carvalho), para teatro (intensa parceria com o Teatro Oficina) e para dança, com quatro trilhas compostas para o Grupo Corpo (Nazareth; Parabelo, em parceria com Tom Zé; Onqotô, em parceria com Caetano Veloso; Sem mim, em parceria com Carlos Núñez). Tem canções interpretadas por Elza Soares (tendo feito a direção artística do CD “Do cóccix até o pescoço”), Maria Bethânia, Gal Costa, Ná Ozzetti, Jussara Silveira, Monica Salmaso, Eveline Hecker e parcerias com Chico Buarque, Caetano Veloso, Tom Zé, Guinga, Luiz Tatit, Alice Ruiz, Marcelo Jeneci. Entre seus livros publicados encontram-se O som e o sentido – Uma outra história das músicas (1989), Sem receita – Ensaios e canções (2004), Machado maxixe – O caso Pestana (2008), Veneno remédio – o futebol e o Brasil (2008) e Maquinação do mundo – Drummond e a mineração (2018). Recentemente lançou o single/clipe “A terra plana”. Em dezembro próximo será lançado seu disco com Alaíde Costa (O anel – Alaíde Costa canta José Miguel Wisnik). É professor sênior de literatura brasileira na Universidade de São Paulo e atuou como professor convidado na Universidade da California (Berkeley) e na Universidade de Chicago. Recebeu mais de uma vez o Prêmio Jabuti de Literatura e o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte, além do prêmio do Festival de Cinema de Gramado e o Prêmio Literário da Fundação Biblioteca Nacional. Eucanaã Ferraz (Rio de Janeiro RJ, 1961) é graduado em Letras, mestre e doutor em Letras Vernáculas (1984, 1992 e 1997) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, onde é professor de Literatura Brasileira na Faculdade de Letras desde 2010. Edita, com André Vallias, a revista on line Errática e atua como consultor de literatura do Instituto Moreira Salles, onde elabora publicações, exposições, debates, cursos e espetáculos. É autor dos livros Desassombro (2002, Prêmio Alphonsus de Guimaraens, da Fundação Biblioteca Nacional), Rua do mundo (2004), Cinemateca (2008, Prêmio Jabuti), Sentimental (2012, Prêmio Portugal Telecom de Poesia), Escuta (2015). Para o público infanto-juvenil escreveu Bicho de sete cabeças e outros seres fantásticos (2009) e Palhaço, macaco, passarinho (Prêmio Ofélia Fontes, pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil). Organizou vários livros, entre eles, Letra só (2003) e O mundo não é chato (2005), ambos de Caetano Veloso; reuniu poemas e letras de canção na antologia Veneno antimonotonia (2005). Após preparar a Poesia completa e prosa de Vinicius de Moraes (2004), passou a coordenar a edição das obras do poeta para a Companhia das Letras. Publicou, na coleção Folha Explica, o volume sobre Vinicius de Moraes (2006). Evandro Camperom (São Lourenço da Mata PE) é radicado em São Paulo há quase vinte anos, tendo morado antes no Rio de Janeiro. Crescido em um ambiente em que a música se entranhava na paisagem (o pai é também cantor e compositor), desde muito cedo se interessou pela canção popular, pelo violão e pela poesia. Desde a adolescência vem cultivando o ofício de compor melodias e letras. Em 2009 lançou seu primeiro álbum, Algazarra, produzido por Chico Valle e com participações mais do que especiais; em 2014 nascera o Ferramenta Quente, produzido por Caio Andrade e Fabá Jimenez. A Revolta do Parafuso é o seu álbum mais recente. Abilio Guerra é arquiteto (PUC-Campinas, 1982), mestre e doutor em História (IFCH Unicamp, 1989 e 2002), professor da FAU Mackenzie. Membro fundador do Marieta, é editor da Romano Guerra Editora e do Portal Vitruvius ao lado de Silvana Romano. É autor do livro Rino Levi – arquitetura e cidade (com Renato Anelli e Nelson Kon, 2001), O primitivismo em Mario de Andrade, Oswald de Andrade e Raul Bopp (2010), Arquitetura brasileira: viver na floresta (2011) e Arquitetura e natureza (2017). ____ Projeto Marieta O projeto Marieta é um centro cultural comunitário colaborativo, fundado em 2015 com a proposta de ser um espaço de pesquisa, difusão e produção de arte e cultura contemporânea. A diretoria e conselho curatorial é da responsabilidade do coletivo formado por Abilio Guerra, Caio Guerra, Giovanni Pirelli, Helena Guerra, Silvana Romano Santos. Atualmente conta com as participações de Lucas Minari (tuttofare), Magaly Corgosinho e Neliane Simioni (assessoria de imprensa); Marcella Arruda e Marina Frúgoli (pesquisadoras residentes); Ana Júlia Travia, Julia Rantigueri, Julia Zylbersztajn, Pedro Santiago e Paula Monroy (colaboradores internos); André Scarpa, Bianca Leite, Felipe Rodrigues, Marina Dias Teixeira e Pablo Figueroa (colaboradores externos); Lírios Spacca (design gráfico). O grupo conta com a adesão fundamental de Claudia Romano, Emiliana Romano Santos, Norma Romano Santos (apoio moral) e de Garibaldi Maria Pirelli Guerra, Martino Pirelli Guerra, Piero Pirelli Guerra, Tom Guerra, Francesca Tosi, Francesco Pirelli (apoio emocional). Nos tempos atuais de pandemia, o espaço está se mantendo aberto e atuante (virtualmente) graças ao apoio de amigos do Marieta, via apoio cultural no website benfeitoria.com/marieta. _______ Últimos episódios #8 - Carmen Silva com Bruno Ramos, Débora Sanches, Eliane Caffé e Luiz Gonzaga “Gegê” da Silva; mediação de Giovanni Pirelli #7 - Gilberto Gil com Chico César, Djamila Ribeiro, Keyna Eleison e Luiz Fernando de Almeida, mediação de Abilio Guerra e Giovanni Pirelli #6 – Zé Celso Martinez Corrêa com Giovanni Pirelli, Cafira Zoé, Casé Angatu, Marcelo Dalourzi e Marília Gallmeister #5 - Ailton Krenak com Abilio Guerra, Isa Grinspum, Marco Altberg e Suely Rolnik #4 - Danilo Santos de Miranda com Abilio Guerra, Giovanni Pirelli e Marta Bogéa #3 - Erminia Maricato com Abilio Guerra, Celso Aparecido Sampaio, João Sette Whitaker e Lizete Rubano #2 - Arrigo Barnabé com Abilio Guerra, Carla Camurati, Luiz Gê, João e Paulo Sampaio #1 - Milton Hatoum com Abilio Guerra, Augusto Massi e Julia Bussius