OficinaOlhVid_Site_Cabeçalho_500x160_v02.png

04, 11, 18 e 25 de outubro

terças-feiras | 19h às 21h30

[aulas ao vivo, formato híbrido: presenciais no Marieta (SP) ou via plataforma online ZOOM]

_____

sobre

De onde vem nossa necessidade de contar histórias? O que queremos com isso? Desde que pessoas fazem cinema, tem gente fazendo documentário. Neste curso, vamos passar pela sua história, dos clássicos e fundadores à cena contemporânea, sem deixar de lado o próprio fazer. 

 

De um lado, vamos discutir linguagem, de outro, a prática. Por onde começar? Como montar um projeto? Como se preparar para filmar? Como se portar de maneira ética frente a personagens de carne e osso? Como filmar o inimigo?

 

Tudo isso, nos apoiando em quem veio antes de nós e pode nos inspirar. Um gostinho de como o documentário tocou e pode continuar tocando as pessoas, em quatro encontros.

_____

programa e conteúdo

​Aulas participativas híbridas* (é possível participar presencialmente, ou virtualmente), com momentos expositivos, exibição de trechos de filmes e discussões coletivas.

 

Serão abordados autores e autoras expoentes de diversos tipos de linguagem, ao lado de aulas sobre a prática do documentário, compartilhando processos diferentes de um mesmo projeto, do início ao seu corte final. 

 

Organizado em 04 encontros de 2 horas e meia cada, totalizando 10 horas de curso. 

 

* Presencial na sede do Marieta em São Paulo ou online de onde você estiver, por meio da sala zoom do Marieta.

 

Ao final, as pessoas participantes receberão um certificado.

 

encontro 1 - a história do documentário

Vamos explorar os primórdios do documentário e os conceitos de cine-olho, cinema direto, cinema verdade, cinema observacional e seus precursores.

encontro 2 - o documentário evolui

O surgimento de novas linguagens com o uso de não atores, entrevistas e documentários de dispositivo.

encontro 3 - a prática

Por onde começar? Como deixar o desejo guiar a escrita? Como se portar diante de pessoas reais que querem contar suas histórias? Como conduzir entrevistas? Como se colocar "diante da dor dos outros"? Como filmar o inimigo? 

encontro 4 - o fazer

Um projeto de documentário do começo ao fim. Inspirações, novas narrativas, contra-narrativas, fotografia do bem-querer, female gaze.

No Marieta todas as aulas virtuais acontecem ao vivo (aulas síncronas), com interação constante entre docentes e alunes.

 

Para participantes que, por ventura, perderem um ou mais encontros as aulas ficarão gravadas e disponibilizadas online para poderem ser assistidas em até 10 dias após o fim do curso.

_____

referências

Livros e publicações

Filmar o que não se vê - Patricio Guzman

A verdade de cada um - Amir Labaki (org.)

Mulheres atrás das câmeras: as cineastas brasileiras de 1930 a 2018 - Camila Vieira da Silva e Luiza Lusvarghi (orgs.)

 

Filmes

Eu um negro - Jean Rouch, 1958

Grey Gardens - irmãos Maysles, 1975

Os catadores e eu - Agnès Varda, 2000

Edifício Master - Eduardo Coutinho, 2002

Santiago - João Moreira Salles, 2007

Nostalgia da Luz - Patricio Guzman, 2010

The act of killing - Joshua Oppenheimer, 2012 

Le meraviglie e Lazaro Felice - Alice Rohrwacher, 2014 e 2018

Songs My Brothers Taught Me e Nomadland - Chloe Zhao, 2015 e 2020

Era o Hotel Cambridge - Eliane Caffé, 2016

Casa - Letícia Simões, 2019

Diz a ela que me viu chorar - Maíra Buhler, 2019

Retrato de uma jovem em chamas - Céline Sciamma, 2019

Honeyland - Tamara Kotevska e Ljubomir Stefanov, 2020

Nous ou We - Alice Diop, 2021

Alcarrás - Carla Simon, 2022

_____

quem ministra

Paula Sacchetta trabalha há mais de dez anos como documentarista, escrevendo roteiros e dirigindo. Seu longa documental “Precisamos Falar do Assédio” foi lançado em setembro de 2016 no 49o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Também dirigiu o documentário “Verdade 12.528”, sobre a Comissão Nacional da Verdade, lançado em 2013 na 37a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Co-dirigiu, em 2017, a série documental “Famílias”, sobre jovens LGBT+ na periferia de São Paulo em em 2018, escreveu e dirigiu uma série documental de oito episódios sobre sistema carcerário para o Canal Curta!, Eu, Preso. Durante a quarentena do Covid-19, lançou um curta todo feito remotamente sobre a chegada do vírus no sistema carcerário e um curta sobre sexo na terceira idade filmado meses antes, "Acende a Luz", ambos para o Mov.doc, da UOL. No fim de 2021, lançou um episódio que dirigiu para uma série para a GNT sobre o livro "Sociedade do Cansaço", além de um telefilme (Vozes do E!) para o canal E! Entertainment, sobre mulheres e diversidade nas telas. Em março de 2022, lançou uma série de três episódios de 20 minutos cada, que escreveu e dirigiu, sobre o Caso Saul Klein para o Mov.doc (Uol). No momento, está desenvolvendo um longa híbrido (docudrama), além de um podcast true crime em parceria com a Rádio Novelo, para a Amazon Music. 

_______

para quem 

 

O curso é voltado para qualquer pessoa interessada em pensar o documentário como ferramenta de transformação do mundo ou como uma boa contação de uma boa história que toque os espectadores. Não é necessário nenhum conhecimento prévio do assunto para participar.

_____

investimento

R$ 360,00 – Valor Ideal

R$ 290,00 – Valor Reduzido

 

podendo ser parcelado em até 4x no cartão de crédito, sem juros \o/

O curso é um projeto realizado inteiramente de maneira auto-organizada, com recursos próprios e em colaboração.

Acreditamos que a valorização da vida cultural da sociedade seja de responsabilidade de todas as pessoas, cada uma contribuindo segundo as suas possibilidades.

A contribuição ideal corresponde ao valor cheio que consideramos adequado para participar. 

O valor reduzido é reservado para todas aquelas pessoas que querem contribuir para a realização dos encontros, mas não podem pagar o valor inteiro.

Reservamos 20% das vagas do curso para bolsistas. Na escolha das candidaturas, daremos prioridade para pessoas negras; indígenas; LGBTQIA+; periféricas; em situação de vulnerabilidade social.

____

sobre o formato híbrido

 

O curso é realizado de maneira presencial, para uma turma de 20 pessoas. Também será possível participar remotamente através da plataforma Zoom, com a qualidade de sempre dos cursos do Marieta, só que sem o cafezinho. 

 

A professora será microfonada e a apresentação compartilhada ao vivo com toda a turma de participantes virtuais. Quem estiver online poderá participar ativamente com perguntas e comentários, com o apoio de alguém da equipe do Marieta.

____

inscrições

Para participar do curso, faça sua inscrição neste link até dia 03.10.2022

Pedidos de bolsas neste formulário até dia  dia 25.09.2022
 

[Precisa fazer um pagamento do exterior ou encontrou algum problema? Por favor, escreva para contato@projetomarieta.com.br]

____

serviço

 

curso 04 encontros

 

formato híbrido (presencial / virtual)

 

datas: 04, 11, 18 e 25 de outubro, terças

das 19h às 21h30

 

Vagas: 50 (20 presenciais + 30 virtuais)

 Informações do Curso

Período

de 04 a 25.10.2022

Quando

terças

Horário

19h às 21h30

Programa

4 dias

2h30/encontro

Valor

R$ 360,00 ideal

R$ 290,00 reduzida

Inscrições aqui

Pedidos de bolsas até 25.09

Dúvidas? Mande um zap!