SobArt_Site_Cabeçalho_500x160_v04.png

com Ayrson Heráclito, Bárbara Wagner & Benjamin de Burca; Éder Oliveira e Ricardo Basbaum
 

15, 22 e 29 de agosto e 05 de setembro

segundas-feiras | 18h às 20h30

[encontros ao vivo, via plataforma online ZOOM]

 

_____

sobre

O que acontece nas artes brasileiras do séc XXI? O que a produção contemporânea nos diz sobre nossa sociedade, nossa identidade e nosso futuro? A segunda edição do Sobre Artistas do Marieta é um ciclo de encontros sobre artes visuais que apresenta, aprofunda e problematiza questões essenciais sobre produção de arte contemporânea, com foco na produção brasileira recente.

♦ Com o olhar para o nosso país pelo prisma dos saberes, sabores e cosmovisões da diáspora africana, Ayrson Heráclito traz para a superfície a profunda identidade negra que forma o Brasil

♦ Ao valorizar e trazer para o debate essas produções artísticas únicas, orgânicas, que pulsam nas veias do povo brasileiro, Bárbara Wagner e Benjamin de Burca dedicam suas pesquisas para visibilizar e fortalecer as experiências culturais populares que brotam no nosso território

♦ Diante da riqueza, complexidade e fragilidade de um dos nossos maiores tesouros, Éder Oliveira enfrenta de cara aberta o importantíssimo tema do corpo e o território amazônico.

♦ Contra o pensamento hegemônico individualista e competitivo, Ricardo Basbaum nos provoca com sua arte a resgatar um sentimento de colaboração, comunhão e pertencimento, apontando saídas coletivas para um pensamento povoado

Nos encontros, as pessoas convidadas compartilham experiências, pesquisas e vivências distintas, enfrentando aspectos diversos da arte com apresentações que abordarão questões teóricas, técnicas e artísticas, sempre em diálogo com as pessoas inscritas, que poderão assim ter um contato íntimo com as artistas convidadas.

_____

formato

O ciclo de encontros conta com cinco palestrantes que se apresentarão em quatro encontros virtuais de 2 horas e meia cada, totalizando 10 horas. 

 

Ao final da série de conferências, as pessoas que participarem de ao menos três sessões receberão um atestado de participação, emitido pelo Marieta. 

É possível a participação avulsa em uma ou mais sessões; nesses casos, porém, não será concedido o direito ao atestado de participação no curso.

No Marieta todas as aulas virtuais acontecem ao vivo (aulas síncronas), com interação constante entre docentes e alunes.

 

Para participantes que, por ventura, perderem um ou mais encontros as aulas ficarão gravadas e disponibilizadas online para serem assistidas em até 10 dias após o fim do curso.

_____

cronograma

As aulas online ocorrerão às segundas-feiras, das 18h30 às 21h, na sala virtual no Zoom do Marieta.

15 de agosto | Éder Oliveira 

22 de agosto | Ayrson Heráclito

29 de agosto | Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

05 de setembro | Ricardo Basbaum

_____

sobre as palestrantes

 

Ayrson Heráclito  - Artista, curador e professor,  é um dos principais nomes da arte da diáspora africana. Mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia e Doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, tem sua pesquisa centrada nos elementos da cultura afro-brasileira, tais como os alimentos sagrados, práticas ritualísticas e mitologia dos orixás. Suas obras transitam pela instalação, performance, fotografia e vídeo. Foi um dos curadores da premiada exposição “Histórias Afro-Atlânticas”, que esteve em cartaz no MASP e no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, em 2018. Vive e trabalha entre Cachoeira e Salvador - BA.

 

 

Bárbara Wagner e Benjamin de Burca - Desde 2011 os artistas desenvolvem uma prática colaborativa na qual as decisões são tomadas em conjunto entre a dupla e os artistas por eles retratados. A pesquisa artística da dupla parte do conceito de cultura popular, reinventando essa noção constituinte da formação do imaginário nacional. Seus filmes são híbridos entre filme etnográfico, ficção e musical, e abordam questões de gênero, raça, poder e classe em meio a música e dança. Em 2019, Swinguerra ocupou o Pavilhão do Brasil na Bienal de Veneza. No mesmo ano, inauguraram as exposições individuais You Are Seeing Things – Three Films by Bárbara Wagner & Benjamin de Burca, no Stedelijk Museum, em Amsterdã; e Bárbara Wagner & Benjamin de Burca: RISE, no Museo Jumex, na Cidade do México. Dentre as participações em exposições coletivas, se destacam: Traits d’unions, na Manifesta 13, em Marselha, e Histórias da Dança, no Museu de Arte de São Paulo (Masp), em São Paulo, ambas em 2020; e Nordeste, no Sesc 24 de Maio, em São Paulo, em 2019. Suas obras estão presentes em diversas coleções, como a Kadist Art Foundation, em Paris; Museu de Arte de São Paulo (Masp) e Museu de Arte Moderna (MAM-SP), em São Paulo; Museu de Arte Moderna (MAM-Rio) e Museu de Arte do Rio (MAR), no Rio de Janeiro; Pérez Art Museum e CIFO – The Ella Fontanals Cisneros Collection, em Miami; The Arts Council Collection, em Dublin; DSM, em Heerlen.

Éder Oliveira - Nascido em Timboteua, região do Salgado paraense, trabalha e vive em Belém. Licenciado em Educação Artística - Artes Plásticas pela Universidade Federal do Pará. Pintor por ofício, desde 2004 desenvolve trabalhos relacionando retratos e identidade, tendo como objeto principal o homem amazônico.. Atualmente é representado pela galeria Periscópio Arte Contemporânea. Trabalhando em diversos suportes, como óleos sobre tela, intervenções, e site-specific,com esse tema realizou as exposições individuais Pintura ou a Fotografia como Violência (Palácio das Artes, Belo Horizonte, 2017), Malerei - oder die Fotogafie als Gewaltakt (Kunsthalle Lingen, Alemanha, 2016), Você é a Seta (Galeria Periscópio Arte Contemporânea, Belo Horizonte, 2016), Páginas Vermelhas (Galeria Blau Projects, São Paulo, 2015) e Alistamento (Sesc Boulevard, Belém, 2015), além de participar de diversas exposições coletivas,entre elas Modos de Ver o Brasil: Itaú Cultural 30 Anos (MAM SP, 2017), Malereiaus der Kunstsammlung der Stadt Lingen (Kunsthalle Lingen, Alemanha, 2017), A Cor do Brasil (Museu de Arte do Rio, 2016), 31ª Bienal de Artes SP (São Paulo, 2014),entre outras. Entre bolsas e premiações, destacam-se o Prêmio Pipa - Voto Popular Exposição (2017), Lingener Kunstpreis 2016 (Alemanha), Rede Nacional Funarte Artes Visuais (2015), Prêmio Seiva Projetos Artísticos (Fundação Cultural do Pará, 2015), Bolsa Funarte de Estímulo à Produção em Artes Visuais (2014).



Ricardo Basbaum  - Artista, pesquisador e escritor, participa regularmente de exposições e projetos desde 1981. Atua a partir da investigação da arte como dispositivo de relação e articulação entre experiência sensória, sociabilidade e linguagem. Exposições individuais recentes incluem subhidroinfraentre (Galeria Jaqueline Martins, São Paulo, 2021), Você gostaria de participar de uma experiência artística? (Dragão do Mar, Fortaleza, 2018) e re-projecting (london) (The Showroom, Londres, 2013). Em Diagramas (Centro Galego de Arte Contemporánea, Santiago de Compostela, 2013), apresentou uma antologia dos diagramas em seu percurso. Participou da 30ª e 25ª Bienal de São Paulo (2002, 2012) e da documenta 12 (2007). Teve seu trabalho incluído no 35º Panorama da Arte Brasileira (MAM-SP, 2017), Free Collection Displays (New Tate Modern, London, 2016) e na 20ª Bienal de Sydney (2016). Publicou Diagrams, 1994 – ongoing (Errant Bodies Press, 2016). Autor de Manual do artista-etc (Azougue, 2013) e Além da pureza visual (Zouk, 2006). Professor Visitante da Universidade de Chicago (2013). Artista Residente da Audain Gallery (Vancouver, 2014). Em 2021 desenvolveu projetos como Artista Visitante na University of Illinois Urbana-Champaign. Professor do Departamento de Arte da Universidade Federal Fluminense, onde atua também como pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos das Artes (PPGCA-UFF).  Nascido em São Paulo, vive e trabalha no Rio de Janeiro.

_______

para quem 

 

A participação é aberta para pessoas atuantes ou em formação nas mais diferentes áreas, como artes plásticas, filosofia, arquitetura e urbanismo, pedagogia, comunicação, antropologia, sociologia, artistas, pesquisadores, educadores não formais e populares, lideranças comunitárias e todas as pessoas interessadas em refletir e compartilhar acerca das práticas de curadoria contemporânea.

 

São bem-vindas pessoas de todas as idades, de todos os lugares e com todo tipo de formação!

_____

investimento

valor ideal

R$ 376,00*

​​

valor reduzido

R$ 290,00*

aula avulsa

R$ 150,00*

*podendo parcelar em até 4x sem juros no cartão de crédito \o/

As receitas recolhidas com as inscrições cobrem os custos de manutenção das ferramentas digitais, o trabalho das pessoas convidadas e da coordenação.

 

Acreditamos que a valorização da vida cultural da sociedade seja de responsabilidade de todas as pessoas, cada uma contribuindo segundo as suas possibilidades.

A contribuição ideal corresponde ao valor cheio que consideramos adequado para participar. 

 

O valor reduzido é reservado para estudantes e professores da rede pública, e para todas as pessoas que querem contribuir para a realização dos encontros, mas não podem pagar o valor ideal. 

Reservamos 20% das vagas do grupo para bolsistas, e na escolha das candidaturas, daremos prioridade para pessoas negras; indígenas; LGBTQIAP+; periféricas e/ou em situação de vulnerabilidade social. 

 

Será necessário um mínimo de 14 pessoas inscritas para o curso se viabilizar economicamente.

____

inscrições

Para participar do curso, faça sua inscrição neste link

Para pedidos de bolsas, envie sua solicitação neste formulário até o dia 05.08.2022
 

[Precisa fazer um pagamento do exterior ou encontrou algum problema? Por favor, escreva para contato@projetomarieta.com.br]

_____

scholarship Refúgios Urbanos 2022

 

Desde 2019 oferecemos ao menos 20% de bolsas em todas as nossas atividades. Com muita alegria, este ano firmamos uma parceria com a Refúgio Urbanos, imobiliária da cidade de São Paulo alinhada com nossos princípios de responsabilidade socio-cultural de inclusão. A parceria é voltada para a manutenção e o fortalecimento do programa de bolsas dos Cursos Especiais oferecidos pelo projeto Marieta, permitindo que os valores recolhidos alimentem o crescimento e o fortalecimento do centro cultural, dando continuidade ao seu trabalho de difusão da cultura na sociedade brasileira.

____

sobre a Refúgios Urbanos

 

Uma imobiliária que nasceu da vontade de oferecer às pessoas refúgios especiais, com curadoria de atendimento e de produto. Feito por uma equipe de corretores comprometidos com os desafios e as especificidades da profissão, seu trabalho está baseado em uma relação de confiança mútua, inteligência de negócios e busca das melhores oportunidades para quem quer comprar ou vender um imóvel nessa grande e fascinante cidade que é São Paulo.

 

Querem conhecer a fundo cada imóvel que chega até eles e mergulhar na história de cada pessoa que procura a Refúgios Urbanos para comprar e vender um apartamento ou casa. Isso porque sabem que seu negócio vai muito além de uma negociação de compra e venda: trabalham com patrimônio, histórias pessoais, qualidade de vida, oportunidades, conforto, começos e recomeços.

 

refugiosurbanos.com.br

 Informações do Curso

Período

de 15.08 a 05.09.2022

Quando

segundas

Horário

18h às 20h30

Programa

4 dias

2h30/encontro

Valor

R$ 376,00 ideal

R$ 290,00 reduzida

Inscrições aqui

Pedidos de bolsas aqui

Dúvidas? Mande um zap!

Prancheta 1.png