dom., 02 de jun. | Casa Parte

DIA #4 - ESPAÇOS URBANOS

reserve seu ingresso para o quarto dia de festival, com o tema "Espaços urbanos"
A inscrição está fechada

Horário e local

02 de jun. de 2019 14:00 – 21:00
Casa Parte, Av. Europa, 241 - Jardim Europa, São Paulo - SP, 01449-001, Brasil

Sobre o evento

02.06 DOMINGO

// ESPAÇOS URBANOS E CULTURA //

– 15H – Debate: os quatro elementos – conversa com a jovem guarda da arquitetura brasileira

mediação: Abilio Guerra e Marta Bogéa .

Uma série de quatro instalações, desconectadas entre si no tempo e na geografia, relacionam as metrópoles contemporâneas aos quatro elementos básicos – água, terra, fogo e ar –, que, segundo os filósofos pré-socráticos da antiguidade grega, dão forma à natureza. Telúricas, imersas na temporalidade silenciosa das forças mesológicas, elas se apresentam como negativos da excitação irritadiça que impera nas grandes cidades congestionadas e poluídas; em certo sentido, são estratégias para despertar no corpo a sensação do que perdemos com a artificialização radical da vida humana.

A Piscina no Minhocão (São Paulo SP, 2014), estrutura efêmera instalada sobre o Elevado Costa e Silva, é uma instalação artística de autoria da arquiteta Luana Geiger. O uso da água, elemento natural vital para a existência da vida, ganha impactante valor simbólico ao se instalar como um lago em meio a edifícios altos, uma clareira aberta à sociabilidade, ao uso democrático da cidade.

O projeto Cota 10 (Rio de Janeiro RJ, 2015), do coletivo Grua Arquitetos, é uma plataforma de contemplação com 10 metros de altura, posicionada na Praça XV na altura do implodido Elevado da Perimetral. Espaço de reflexão, o plano artificial estabelece, em meio ao burburinho constante da metrópole, um ponto de contemplação do esplendor e magnitude do território.

Subsolanus (Cidade do México DF, 2016), instalação artística-arquitetônica dos coletivos Vão Arquitetura + Marina Canhadas capta o vento na cobertura do edifício e o insufla no espaço expositivo. Assim, os citadinos são estimulados artificialmente a sentir na pele o frescor e a umidade, e na alma as forças mágicas que habitam a natureza.

A instalação Fogueira (São Paulo SP, 2017), fruto de um Workshop realizado pelo coletivo Goma Oficina com alunos da Faculdade de Arquitetura Mackenzie, tematiza relações simbólicas arcaicas, onde a sociabilidade se recria dia a dia na comunhão da refeição em torno do fogo, na rememoração do passado comum na roda de conversa, na celebração do sagrado na harmonia dos cânticos.

– 18h – Cineclube: Retrospectiva MOVE Cine Arch – cinema de arquitetura

curadoria: André Fratti Costa

duração: 45min

Sculpt the Motion

dir. Devis Venturelli, Itália, 6 min

Video-arte performática, mostra as transformações contínuas de corpos metálicos por meio de diferentes planos urbanos.

The Castle

dir. Guilherme Giufrida, Helena Ungaretti, Alexandre Wahrhaftig e Miguel Antunes Ramos, Brasil, 9 min

Fortemente protegido, um castelo luxuoso encontra-se na beira do Rio Pinheiros, em São Paulo.

Ingressos
Preço
Qtd
Total
  • convite individual
    R$0
    R$0
    0
    R$0
TotalR$0

Compartilhe este evento