ENTRE NÓS E O MEIO: ciclo de debates sobre mediação cultural

 

Inscrições abertas para o seminário “Entre Nós e o Meio: ciclo de debates sobre mediação cultural", organizado por Victor Silper sob coordenação do programa de Residência Cultural do Marieta.

16.11.20 das 17h às 19h

Eixo Centros Culturais

  • Gabriela Costa (Coletivo Magenta/SP)

  • Ubiratã Trindade (CCVM/MA)

 

30.11.20 das 17h às 19h

Teatro e elaboração de materiais didáticos

  • Ney Wendell (UQAM/CANADÁ)

  • Arlene Von Sohsten (Mediato/DF)

 

inscrição gratuita e vagas limitadas!

reserve seu espaço na sala preenchendo o formulário abaixo:

https://forms.gle/5uCNf8fZgK1WwxtU6 

 

______

Sobre o seminário

 

Com o advento da arte contemporânea surgem novos agentes culturais, uma dessas figuras é a do Mediador Cultural, responsável por pensar e realizar novas formas de interação entre obra artística e público, tendo em vista um processo de aprendizado e formação. Nestas implicações a mediação é aqui entendida como um campo de ação que deseja acionar a sensibilidade deste público para abrir brechas de acesso ao pensar/ sentir, levando-se a tecer diálogos internos que possam gerar ampliações, inquietações e novas relações.

 

Ao longo de dois encontros com quatro mediadorxs, propomos discutir processos de formação e de mediação, analisar propostas de mediação e tensionar conceitos e práticas dentro do contexto macro de Mediação Cultural. 

 

Neste primeiro ciclo do projeto convidamos pesquisadores e profissionais de norte a sul do Brasil e também de fora para abrirem nossa conversa a partir de suas vivências, tendo como base dois eixos centrais: a) Centros Culturais e; b) Teatro e a elaboração de materiais didáticos. Desta forma, as discussões serão direcionadas para questões que implicam o universo da mediação cultural em centros culturais a fim de tecer paralelos entre instituições dos estados brasileiros de São Paulo e do Maranhão, como também projeções do tema discutidas e ampliadas na linguagem das artes cênicas com convidados que atuam nessas frentes. 

 

______

Sobre o formato

 

O seminário  terá duas horas de duração e ocorrerá ao vivo, online, através da plataforma Zoom, com material de apoio pelo Google Drive. Para poder participar basta ter um celular ou computador com acesso internet. 

 

 

______

Sobre as pessoas convidadas

 

Arlene von Sohsten é mestre em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília (2016) e pesquisadora independente na área de recepção teatral. É empreendedora cultural na Mediato – iniciativa criada em 2014 com o objetivo de criar encontros entre a Arte e o público. A Mediato já levou mais de 10 mil espectadores-estudantes, de 51 escolas do Distrito Federal, ao Teatro. Arlene é também Coordenadora Pedagógica do Programa Educativo do Museu Nacional da República, Brasília – DF, desde agosto de 2020, e professora da Educação Básica na Secretaria de Estado e Educação do DF desde 2014. Entre 2016 e 2017 lecionou Teatro na Faculdade de Artes Dulcina de Moraes. Sua trajetória na área de mediação cultural começou em 2006, no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, quando foi mediadora e supervisora pedagógica do Programa de Mediação do espaço, por sete anos. Em 2010 passou a coordenar Projetos Educativos em Artes: concebeu e coordenou o Programa de Mediação de exposições no Museu Nacional da República, no Palácio do Planalto e no Congresso Nacional. Foi, também, coordenadora das ações formativas do Espaço Cultural Renato Russo 508 Sul (2018-2020).

 

Gabriela Costa de Oliveira educadora-historiadora, pesquisa ativismo curatorial no contexto brasileiro como mestranda de história da arte pela UNIFESP. Faz parte do Coletivo Magenta e atua como mediadora em instituições culturais.

 

Ney Wendell é professor da École Supérieure de Théâtre na UQAM (Canadá), tem pós-doutorado em sociologia da cultural pela UQAM, mestre e doutor em artes cênicas pela UFBA, graduado em licenciatura em teatro pela UFBA. Trabalha nas áreas de mediação cultural, arte social e ensino das artes.

 

Ubiratã Trindade é natural de Salvador - Ba, dançarino, ator e diretor com formação nas escolas da Funceb e Ufba. É artesão e tem produções em artes visuais e performance. Possui experiência nas áreas de arte - educação e mediação cultural atuando na educação formal, centros culturais e instituições de saúde mental. É professor e desenvolve trabalhos em danças afro - brasileiras, em especial, nas danças dos Orixá. Desde 2017 coordena o núcleo educativo do centro cultural Vale Maranhão em São Luís.

 

_____

Sobre o organizador

 

Victor Silper (DRT 4437/PE), 27 anos, natural e residente de São Luís-MA, graduado do Curso de Licenciatura em Teatro (UFMA) e mestrando do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (UFMA). É ator,  produtor cultural e pesquisador. Integra o Grupo Cena Aberta (MA) desde  2012. Formado pelo Itaú Cultural, esteve na equipe de produção e idealização dos festivais GodôVirá de Cenas Curtas (2018) e as três edições do Gororoba Teatral (2014;2017;2020), como também a IV Semana Científica de Teatro (2015), dentre outros eventos culturais e artísticos na capital maranhense.

Atualmente compõe a produção do projeto MAPA Mulheres Amazônicas Protagonismo nas Artes (Edital FAPEMA/SEBRAE 2019) e desenvolve pesquisa acerca da cena teatral contemporânea maranhense pelo NPT Rascunho, e investiga premissas da  mediação cultural no estado por meio do Laboratório de  Tecnologias Dramáticas (LabTecDrama/ UFMA) e do PPGAC/UFMA.

 

_____

Resumo

 

16.11.20 das 17h às 19h

Eixo Centros Culturais

 

30.11.20 das 17h às 19h

Eixo Teatral e a elaboração de materiais didáticos

 

Evento gratuito

 

-> Formulário: https://forms.gle/5uCNf8fZgK1WwxtU6 

-> Evento no Facebook: https://fb.me/e/4wT1FV4fE 

-> Dúvidas:

contato@projetomarieta.com.br

 

____

Sobre as residências culturais

 

Uma parte importante da missão do projeto é possibilitar o desenvolvimento de artistas, pesquisadores e trabalhadores de todos os âmbitos da cultura através do programa de residências culturais.

A residência cultural consiste em um período de ocupação de uma sala do Marieta com o objetivo de desenvolver um projeto cultural específico por um período de tempo determinado. Respeitando sua vocação transdisciplinar, o projeto recebe todos os tipos de propostas: elaboração de roteiros, ateliê de pintura, grupos de pesquisa, laboratórios tecnológicos, entre outros.