Foto Cris.jpg
Keyna_Estado Bruto_Cristina Salgado.png
Lorenzo2 (1).jpg
Padre_Mauro_Luiz_da_Silva_foto.jpeg
Keyna_Estado Bruto_Cristina Salgado.png
Padre_Mauro_Luiz_da_Silva_foto.jpeg
Foto Cris.jpg
Lorenzo2 (1).jpg

CURSO SOBRE CURADORIA #6

com Cristiana Tejo, Keyna Eleison, Lorenzo Mammì e Padre Mauro Luiz da Silva

de 19 de março à 09 de abril 2022

aos sábados

10h às 12h30

____

conceito

Do que falamos, quando falamos de curadoria? Entendemos a curadoria como o trabalho, profundamente complexo, de agenciamento entre as artes e a sociedade; uma operação que não se reduz simplesmente em selecionar e expor obras entre quatro paredes, mas que envolve inevitavelmente a leitura sensível do tempo presente, com todas suas inquietações e contradições, lançando luz sobre o nosso passado e projetando novos horizontes possíveis para a sociedade futura.

 

Na sexta edição do anual Curso sobre Curadoria do Marieta, convidamos quatro pessoas com trajetória de excelência na prática curatorial:

 

Cristiana Tejo, curadora e gestora cultural em projetos como NowHere, a residência Belo Jardim e no Hangar – Centro de Investigação Artística;

Keyna Eleison, curadora, pesquisadora, herdeira Griot e xamã, co-diretora artística do MAM-RJ, diretora da Plataforma 01.01, co-curadora da Bienal das Amazônias 2022 e colunista da revista Contemporary&;

Lorenzo Mammì professor de filosofia da USP, ex-diretor de programação do Instituto Moreira Salles, curador de exposições como a linda Geraldo de Barros. Construção, Imaginação e Memória" no Itaú Cultural SP em 2021;

Padre Mauro Luiz da Silva diretor e curador do MUQUIFU - Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos; coordenador o Projeto de Pesquisa e Centro de Documentação NegriCidade.

As pessoas convidadas para palestrar, com experiências e vivências distintas, enfrentarão aspectos diversos da área de curadoria contemporânea. As apresentações abordarão questões teóricas, técnicas e artísticas, sempre amparadas por exemplos concretos e tendo como pauta as práticas das profissionais. 

 

Ao final das apresentações sempre há uma conversa aberta com as pessoas participantes.

 

____

formato

O curso conta com quatro palestrantes que se apresentarão em quatro encontros virtuais de 2 horas e meia cada, totalizando 10 horas. 

Será necessário um mínimo de 14 pessoas inscritas para o curso se viabilizar economicamente.

Ao final da série de conferências, as pessoas que participarem de ao menos três sessões receberão um atestado de participação no curso, emitido pelo Marieta. 

É possível a participação avulsa em uma ou mais sessões; nesses casos, porém, não será concedido o direito ao atestado de participação no curso.

No Marieta todas as aulas virtuais acontecem ao vivo (aulas síncronas), com interação constante entre docentes e alunes.

 

Para participantes que, por ventura, perderem um ou mais encontros as aulas ficarão gravadas e disponibilizadas online para serem assistidas em até 10 dias após o fim do curso.

____

cronograma

As aulas virtuais ocorrerão sempre aos sábados, das 10h às 12h30, na sala virtual no Zoom do Marieta.

19 de março | Keyna Eleison

26 de março | Padre Mauro 

02 de abril | Cristiana Tejo

09 de abril | Lorenzo Mammì

 

____

investimento

As receitas recolhidas com as inscrições cobrem os custos de manutenção das ferramentas digitais, o pró-labore das pessoas convidadas e o trabalho da coordenação.

 

Acreditamos que a valorização da vida cultural da sociedade seja de responsabilidade de todas as pessoas, cada uma contribuindo segundo as suas possibilidades.

valor ideal

R$ 470,00*

​​

valor reduzido

R$380,00*

aula avulsa

R$ 150,00*

 

*podendo parcelar em até 4x sem juros no cartão de crédito \o/

 

A contribuição ideal corresponde ao valor cheio que consideramos adequado para participar. 

O valor reduzido é reservado para estudantes e professores da rede pública, e para todas as pessoas que querem contribuir para a realização dos encontros, mas não podem pagar o valor ideal. 

Reservamos 20% das vagas do grupo para bolsistas, e na escolha das candidaturas, daremos prioridade para pessoas negras; indígenas; LGBTQIA+; periféricas; em situação de vulnerabilidade social. 

 

Inscrições aqui

____

quem pode participar 

A participação é aberta para pessoas atuantes ou em formação nas mais diferentes áreas, como artes plásticas, filosofia, arquitetura e urbanismo, pedagogia, comunicação, antropologia, sociologia, artistas, pesquisadores, educadores não formais e populares, lideranças comunitárias e todas as pessoas interessadas em refletir e compartilhar acerca das práticas de curadoria contemporânea.

 

São bem-vindas pessoas de todas as idades, de todos os lugares e com todo tipo de formação!

 

____

sobre as palestrantes

 

Cristiana Tejo é Doutora em Sociologia (UFPE) e co-gestora do projeto e espaço NowHere (experimentos e trocas artísticas) com Marilá Dardot e Luiza Baldan, uma iniciativa experimental para pesquisas, diálogos e práticas em Arte Contemporânea, que tem sede em Lisboa. É investigadora do Instituto de História da Arte da Universidade Nova de Lisboa  e tem dedicado-se a projetos que visam o intercâmbio internacional entre o Brasil e o Exterior, a profissionalização dos artistas e a pensar o campo da curadoria de arte no Brasil. Desde 2016 faz acompanhamentos críticos de artistas de várias partes do mundo individualmente e também dos artistas residentes no Hangar – Centro de Investigação Artística, em Lisboa. É curadora  juntamente com Kiki Mazzuchelli da Residência Belojardim, no Agreste de Pernambuco, patrocinado pelo Instituto Conceição Moura, e foi co-fundadora do Espaço Fonte – Centro de Investigação em Arte (Recife) espaço de residência que recebeu artistas e curadores internacionais e de várias partes do Brasil. Como coordenadora-geral de Capacitação e Difusão Científico-Cultural da Diretoria de Cultura da Fundação Joaquim Nabuco (2009 – 2011), desenhou um vasto programa de formação em arte contemporânea para agentes do campo. Foi co-curadora do 32º Panorama da Arte Brasileira do MAM – SP, com Cauê Alves, em 2011. Foi Diretora do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (2007-2009), curadora de Artes Plásticas da Fundação Joaquim Nabuco (2002-2006), Curadora do Rumos Artes Visuais do Itaú Cultural (2005-2006), entre outras. 

Keyna Eleison é curadora, escritora, pesquisadora, herdeira Griot e xamã, narradora, cantora e cronista ancestral. Mestre em História da Arte e especialista em História da Arte e Arquitetura pela PUC - Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro); Bacharel em Filosofia pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Membra da Comissão do Património Africano para laureação da região do Cais do Valongo como Património Mundial (UNESCO). Curador da 10ª. Bienal Internacional SIART, Bolívia, Co-curadora da publicação da Bienal de Liverpool 2020/2021 junto com Manuela Moscoso e Curadora da Bienal da Amazônias em 2022 com Sandra Benites, Flavya Mutran e Vânia Leal. Atualmente é colunista da revista Contemporary&, Professora do Programa de Formação e Deformação da Escola Livre de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro e Diretora Artística do MAM-Rio com Pablo Lafuente. Diretora da Plataforma Artística 01.01 e membra do movimento Nacional da Trovoa.

Lorenzo Mammì é professor de filosofia da Universidade de São Paulo e crítico de arte e de música. Foi diretor do Centro Universitário Maria Antonia de 1999 a 2005 e diretor de programação do Instituto Moreira Salles de 2015 a 2018. É autor de O que resta. Arte e crítica de arte (Companhia das Letras, 2012) e A fugitiva. Ensaios sobre música (Companhia das Letras, 2017). Foi curador de várias exposições entre as quais Concreta 56 (São Paulo, MAM, 2006) e Geraldo de Barros. Construção, Imaginação e Memória (São Paulo, Itaú Cultural, 2021).

 

Padre Mauro Luiz da Silva é doutor e Mestre em Ciências Sociais; tem especialização em Psicopedagogia; graduado em Teologia e Filosofia pela PUC Minas; graduado em História e Tutela do Patrimônio Cultural, pela Universidade de Pádua/Itália. Atualmente é diretor e curador do MUQUIFU - Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos; é coordenador o Projeto de Pesquisa e Centro de Documentação NegriCidade, que busca resgatar os Afro-patrimônios da capital mineira; é Sacerdote católico e exerce a função de Pároco da Paróquia Jesus Missionário, bairro Vista Alegre, em Belo Horizonte/MG. Tem experiência em Artes Plásticas, Música e Museologia Social. Atua no projeto "Interrogando à educação das relações étnico-raciais no Brasil: experiências com Améfrica Ladina", vinculado à Iniciativa para a erradicação do racismo na Educação Superior da Cátedra UNESCO - Educação Superior: Povos Indígenas e Afrodescendentes na América Latina; Em novembro de 2020 recebeu o Prêmio Zumbi de Cultura da Cia Baobá Minas, na Categoria Religiosidade; É docente no curso de pós-graduação Lato Sensu em Educação Patrimonial do Instituto de Pesquisa Pretos Novos - IPN, em parceria com a Faculdade Tecnológica de Curitiba - FATECPR; Membro eleito do Comitê Estadual de Respeito à Diversidade Religiosa da Secretaria Estadual de Desenvolvimento de Minas Gerais - SEDESE.

____

histórico

Os cinco cursos anteriores, organizados anualmente, contaram com apresentações de:

2016 – Agnaldo Farias, Nelson Brissac, Marta Bogéa, Abilio Guerra, Jacopo Crivelli e Eder Chiodetto;

2017 – Ana Luiza Nobre, Ana Maria Belluzzo, Francisco Fanucci & Marcelo Ferraz, Guilherme Wisnik, Paula Braga e Paulo Miyada;

2018 – Solange Farkas, Mirtes Marins de Oliveira, Fernando Oliva, Cauê Alves e Martin Corullon;

2019 – Aracy Amaral, Fabio Cypriano, Jochen Volz, Júlia Rebouças e Thyago Nogueira;

2021 – Adélia Borges, Diane Lima, Lisette Lagnado e Raphael Fonseca.

______

scholarship Refúgios Urbanos 2022

 

Desde 2019 oferecemos ao menos 20% de bolsas em todas as nossas atividades. Com muita alegria, este ano firmamos uma parceria com a Refúgio Urbanos, imobiliária da cidade de São Paulo alinhada com nossos princípios de responsabilidade socio-cultural de inclusão. A parceria é voltada para a manutenção e o fortalecimento do programa de bolsas dos Cursos Especiais oferecidos pelo projeto Marieta, permitindo que os valores recolhidos alimentem o crescimento e o fortalecimento do centro cultural, dando continuidade ao seu trabalho de difusão da cultura na sociedade brasileira.

____

sobre a Refúgios Urbanos

 

Uma imobiliária que nasceu da vontade de oferecer às pessoas refúgios especiais, com curadoria de atendimento e de produto. Feito por uma equipe de corretores comprometidos com os desafios e as especificidades da profissão, seu trabalho está baseado em uma relação de confiança mútua, inteligência de negócios e busca das melhores oportunidades para quem quer comprar ou vender um imóvel nessa grande e fascinante cidade que é São Paulo.

 

Querem conhecer a fundo cada imóvel que chega até eles e mergulhar na história de cada pessoa que procura a Refúgios Urbanos para comprar e vender um apartamento ou casa. Isso porque sabem que seu negócio vai muito além de uma negociação de compra e venda: trabalham com patrimônio, histórias pessoais, qualidade de vida, oportunidades, conforto, começos e recomeços.

 

____

contato e informações

 

contato@projetomarieta.com.br

+55 11 99665-7243

 

Inscrição aqui

 

Marieta

@projetomarieta

www.projetomarieta.com.br

Dúvidas? Mande um zap!

 Informações do Curso

Período

de 19.03 à 09.04.2022

Quando

sábados

Horário

10h às 12h30

Programa

4 dias

2h30/encontro

Valor

R$ 470,00 inteira

R$ 380,00 reduzida

R$150,00 avulsa

Inscrições

neste link

Dúvidas? Mande um zap!

Prancheta 1.png