Transa Marieta #2 - Arrigo Barnabé



Transa•Marieta convida Arrigo Barnabé

Em conversa com Carla Camurati, Luiz Gê, Irmãos Sampaio e Abilio Guerra


12.05.2020, terça-feira 18h30 – 20h30

Marieta Virtual via Zoom, ao vivo no Facebook

_______

No mês passado de abril, como antídoto à depressão causada pelo isolamento social nesses tempos pandêmicos, lançamos o programa “Transa Marieta”, que em seu primeiro episódio recebeu o escritor Milton Hatoum.


No segundo episódio se apresenta o artista Arrigo Barnabé – músico, compositor, cantor, roteirista, ator.

Para pautar a discussão, a conversa contará com as presenças dos convidados Carla Camurati, Luiz Gê e os Irmãos Sampaio (João e Paulo), com condução de Abilio Guerra, do Marieta. Arrigo vai falar sobre música, cinema, arte e cultura em geral, áreas onde tem atuado com qualidade apurada e marca pessoal qualificada.

O encontro virtual acontecerá pelo Zoom e será transmitido ao vivo pela nossa página no Facebook, às 18h30 de terça, dia 12 de maio.

_______ Sobre os participantes

>> Arrigo Barnabé (Londrina PR, 1951) cursa por dois anos a FAU USP no início dos anos 1970, mas logo a seguir inicia estudo de Composição e Regência na ECA USP. Em 1979, vence o Festival Universitário da TV Cultura SP com a música Diversões Eletrônicas. Seu primeiro LP, Clara Crocodilo, de 1980, sucesso instantâneo, torna-se show itinerante com a Banda Sabor de Veneno (Vânia Bastos, Paulo Barnabé, Regina Porto, Mané Silveira e Suzana Salles). É autor das obras musicais Tubarões Voadores (1984), Gigante Negão (1998), O Homem dos Crocodilos (2001), Missa in memoriam Arthur Bispo do Rosário (2003), Missa in memorian Itamar Assumpção (2006), dentre outras. Tem feito trilhas sonoras para teatro e cinema; no filme Cidade Oculta participa como ator e roteirista, ao lado de Chico Botelho, Walter Rogério e Luiz Gê. Com este último, tem realizado trabalhos que unem música e história em quadrinhos. Como assessor especial na área de música de Fernando Moraes, Secretário de Estado da Cultura (1989-1990), propõe a criação da “Orquestra Jazz Sinfônica” e a profissionalização da já existente “Banda Sinfônica do Estado de São Paulo”. Concebeu e apresentou o programa Supertônica da rádio Cultura FM (prêmio “Revelação” da APCA em 2005).


>>Carla Camurati é diretora, produtora, roteirista e atriz. Como atriz, atuou na televisão (Globo, SBT e Manchete), teatro e cinema, participando dos filmes O Olho Mágico do Amor (de Ícaro Martins e José Antônio Garcia, 1981, prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante no Festival de Gramado), A Estrela Nua (de Antonio Meliande, 1985), Cidade Oculta (Chico Botelho, 1986) e Eternamente Pagu (de Norma Bengell, 1988, prêmio de Melhor Atriz no Festival de Gramado). Como diretora, realizou filmes – Carlota Joaquina, Princesa do Brasil (1994), La Serva Padrona (1998), Copacabana (2001) e Irma Vap – O Retorno (2006) – e óperas teatrais – La Serva Padrona (1996), Madama Butterfly (1999/2002), Carmem (2001) e O Barbeiro de Sevilha (2003).


>>Luiz Gê é ilustrador, artista gráfico e quadrinhista. Arquiteto (FAU USP, 1977), mestre em Illustration (Royal College of Art, 1989), doutor em Ciências da Comunicação (ECA USP, 2004), e professor na área de design na FAU Mackenzie. Na área editorial, foi um dos fundadores da revista Balão (1972-1975), editor de arte da revista Status (1985-1986), editor da revista Circo (1986-1987), chargista editorial na Folha de S.Paulo (1976-1984), colaborador nos principais jornais e revistas do país (O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Jornal do Brasil, O Pasquim, Movimento, Veja, Visão, Isto É, Placar etc.). Autor de diversos livros, colaborou nos LPs Clara Crocodilo e Tubarões Voadores, de Arrigo Barnabé, e foi um dos roteiristas do filme Cidade Oculta, de Chico Botelho.


>>Os Irmãos Sampaio são músicos com atuações distintas. >João Sampaio – bacharel em Ciências Sociais (FFLCH USP, 2019), professor de inglês, violão, guitarra e cavaquinho – atua como guitarrista, cantor e compositor nas bandas Os Amanticidas (canção popular com inspiração na Vanguarda Paulista) e Semiorquestra (música instrumental latinoamericana contemporânea).

>Paulo Sampaio – formado em composição (ECA-USP, 2019) e mestrando em filosofia da música (FFLCH USP) – compôs a trilha do espetáculo teatral Terra Tu Pátria (2018) e atuou como compositor e instrumentista na Camerata Profana, orquestra de câmara formada por músicos jovens e voltada para a divulgação da música erudita de vanguarda brasileira e internacional.


>>Abilio Guerra é arquiteto (PUC-Campinas, 1982), mestre e doutor em História (IFCH Unicamp, 1989 e 2002), professor da FAU Mackenzie. Membro fundador do Marieta (com Caio Guerra, Giovanni Pirelli, Helena Guerra e Silvana Romano Santos), é editor da Romano Guerra Editora e do Portal Vitruvius ao lado de Silvana Romano. É coautor do livro Rino Levi – arquitetura e cidade (com Renato Anelli e Nelson Kon, 2001), autor de O primitivismo em Mario de Andrade, Oswald de Andrade e Raul Bopp (2010), Arquitetura brasileira: viver na floresta (2011) e Arquitetura e natureza (2017), e organizador de Textos fundamentais sobre historia da arquitetura moderna brasileira (2010), Brasil Arquitetura – Francisco Fanucci, Marcelo Ferraz (com Marcos Grinspun Ferraz e Silvana Romano Santos, no prelo) e diversos outros livros.