Diálogo no ateliê

De Rodolpho Parigi, com mediação de Bianca Leite

 

20.03 - sexta

19h-22h

No ateliê do artista no bairro Aclimação (endereço será encaminhado ao finalizar a inscrição)

 

limitado a 20 participantes!

 

______

Sobre o encontro

  

Em parceria com a artista e educadora Bianca Leite, apresentamos nosso primeiro encontro “diálogo no ateliê”, com visita ao estúdio do artista visual Rodolpho Parigi.

 

O encontro, que terá duração de três horas, tem o objetivo de desenvolver uma reflexão crítica sobre o tema “Forma e sexualidade na pintura, no desenho e na performance”, observado sob a perspectiva da trajetória e das pesquisas de Parigi, em diálogo com Bianca e as pessoas participantes.

 

O projeto “diálogo no ateliê” pretende estimular um encontro direto, horizontal e humano entre as pessoas que estão produzindo e discutindo arte e cultura na nossa sociedade, fora de espaços institucionais.

 

A visita ocorrerá no ateliê de Rodolpho Parigi, no bairro da Aclimação, em São Paulo.

 

As pessoas inscritas deverão comparecer diretamente no local, às 19h00.

 

Sempre reservamos vagas para bolsistas! Mande seu curriculum e breve carta de intenções para bolsas@projetomarieta.com.br para pleitear a sua.

 

Dúvidas: contato@projetomarieta.com.br

 

______

Carta do artista

 

“Meu trabalho acontece a partir do conflito entre realidade e ficção. A partir de desenhos, pinturas e performances exploro um universo imagético de ficção auto imaginado, habitado por figuras híbridas ou andróginas de beleza estranha, formas que habitam a superfície como corpos vivos que poderiam até mesmo respirar ou se mover. Eu desenho e pinto as figuras com a vontade de transfigurar corpos e idéias pré estabelecidas, confusão de gêneros e a exploração das fronteiras entre imagens reais ou simuladas. Corpos são fundidos e remodelados para transformar a superfîcie da tela ou do papel , onde contenções e expansões são negociadas dentro do limite físico do suporte. As referências são do mundo da arte, da cultura popular ou mesmo clássica, renderizando tudo em uma mesma superfîcie vou criando uma imagem que tenta alcançar uma sensação de prazer e confusão temporal.”

(Rodolpho Parigi)

 

______

Sobre a mediadora

 

Bianca Leite (São Paulo, 1985) é artista visual, educadora e pesquisadora lésbica e negra. Criada na zona leste da capital paulista, Leite se aproxima das artes visuais aos 24 anos, quando vai ao Museu de Arte de São Paulo (MASP) pela primeira vez e se emociona diante de Canoa sobre o Epte, pintura de Claude Monet. No ano seguinte, em 2010, Bianca atua como arte-educadora na 29ª Bienal de São Paulo, Há sempre um copo de mar para um homem navegar – a primeira de três bienais nas quais participa da equipe de mediação.  Em 2011, inicia sua formação em Artes Visuais na Universidade Estadual Paulista (UNESP). 

Ao longo de quase dez anos, a produção da artista busca investigar o conceito de gênero a partir de reflexões ligadas à sexualidade da mulher. Ao mesmo tempo, vem afirmando sua identidade negra, que se materializa em forma de autorretratos, desenhos, pinturas abstratas, esculturas e instalações, onde é possível encontrar referências às culturas afro-diaspóricas. As duas vertentes, amparadas por uma constante pesquisa em torno de teorias do feminismo negro, encontram-se dentro da obra de Leite de forma necessariamente interseccional. 

Bianca participou de exposições coletivas, entre elas Tensões contidas, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2018); Diálogos e transgressões, no Sesc Santo Amaro (2017); Entre o que nos forma e nos formata, no Centro Cultural da Penha (2015); e Sou uma mulher de tijolos à vista, no Condomínio Cultural (2015).

 

______

Sobre o artista

 

Rodolpho Parigi ( São Paulo, 1977) é bacharel em artes visuais pela FAAP - Fundação Armando Álvares Penteado. O artista expôs sua obra em instituições nacionais e internacionais, tendo seu trabalho reconhecido em coleções públicas de renome. Atualmente é representado pela galeria Casa Triângulo.

 

coleções públicas

Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo, Brasil

Itaú Cultural, São Paulo, Brazil

Banco Itaú, São Paulo, Brasil

MAM-Bahia, Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador, Brasil

MARP, Museu de Arte de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, Brasil

MAB, Museu de Arte Brasileira, Brasil

FAAP, Fundação Armando Alvares Penteado, São Paulo, Brasil

MACS, Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba, São Paulo, Brasil

ART Vantage, Tiroche DeLeon collection Gibraltar, Israel

 

exposições individuais selecionadas

2017 Modelo vivo - Fancy Violence, Pinacoteca do Estado, São Paulo, Brasil 

2014 El Bestiário, Sketch, Bogotá, Colombia

2014 The Interview Room, Phosphorus, São Paulo, São Paulo, Brasil

2013 CCSP - Casa Modernista, São Paulo, Brasil

2013 Febre, Pivô, São Paulo, Brazil

2013 Projeto de Ocupação A Pipa: Rodolpho Parigi, Praça Victor Civita, São Paulo, Brasil

2011 Atraque, Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil

2010 Abstract Nerveux, Amt I Torri & Geminian Gallery, Milan, Italy

2007 Ocupações, Projeto Pátio, Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil

2006 Programa de Exposições Individuais Simultâneas, Museu de Arte de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, Brasil

Diálogo no ateliê: de Rodolpho Parigi

R$ 50,00Preço